Início Energia Energias alternativas para a fruticultura da Região Sul do Brasil

Energias alternativas para a fruticultura da Região Sul do Brasil

171
0
COMPARTILHAR

Parque Eólico de Osório, RS: energias alternativas para suporte da matriz energética brasileira. Foto: Claudia Velho.

 

Apresentar energias alternativas para a fruticultura, contribuindo com a otimização e racionalização de recursos financeiros e ambientais, é o objetivo do workshop “Energias Alternativas para a Fruticultura da Região Sul do Brasil” que a Universidade de Caxias do Sul, por meio do Programa de Pós-graduação em Administração, irá promover em Lages (Santa Catarina), no dia 19 de maio.

A atividade, destinada a produtores e empresários rurais, técnicos agrícolas, pesquisadores, professores e estudantes com interesse em agronegócio e energias alternativas, acontece no auditório da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), no prédio da Agronomia (avenida Luiz de Camões, 2090, no bairro Conta Dinheiro, em Lages), a partir das 13h30min.

O workshop contará com a palestra do professor Tiago Cassol Severo, coordenador do Núcleo de Apoio ao Ensino da Física (NAEF) do Campus Universitário da Região dos Vinhedos, de Bento Gonçalves. Ele irá apresentar as energias fotovoltaica, eólica e biomassa, bem como estudo de viabilidade e retorno após a implantação desses sistemas.

O docente explica que “o crescente aumento nos custos da energia elétrica no Brasil é associado a pouca diversificação da nossa matriz energética. Isso é observado no uso extensivo da hidroeletricidade que, em 2015, foi responsável por quase 63% da geração de eletricidade. Assim, devido as escassez de chuvas dos últimos anos, as contas de energia elétrica sofreram consecutivos aumentos e nos levam a refletir na necessidade de alternativas que possam suplementar a demanda crescente de eletricidade e, ainda, disponibilizar opções para abatimento dos custos”.

 

Alternativas

As energias renováveis se apresentam como alternativas para suporte da matriz energética brasileira e se caracterizam, principalmente, por terem seus recursos em constante renovação e serem ambientalmente menos agressivos. E os exemplos mais comuns de fontes renováveis de energia são a energia solar fotovoltaica, a energia eólica e o biogás.

“Essas fontes se adequam devida sua modularidade, sua fácil instalação e manutenção reduzida. A energia solar tem uma fonte inesgotável (o Sol), os ventos alimentam a energia eólica em taxas significativas em uma boa extensão do Brasil e a biomassa é o resultado da decomposição de materiais orgânicos para geração de combustível ou calor”, ressalta o docente.

O tema abordado no workshop irá permitir conhecer mais sobre energias renováveis e os recursos naturais. “E conhecê-los contribuirá significamente à redução dos custos pagos às concessionárias de energia elétrica e amplia a capacidade da sociedade a enfrentar crises sendo estas econômicas ou ambientais”, conclui o professor Tiago.

O Programa de Pós-graduação em Administração da UCS já promoveu, em 2015, workshop semelhante no Campus Universitário de Vacaria. No próximo ano, o evento deverá ser realizado em Bento Gonçalves.

(De Caxias do Sul deverá sair um ônibus para esse evento. Interessados podem solicitar informações pelo fone 54.9.9609.3241, pelo e-mail mrcruz@ucs.br ou na secretaria do Programa de Pós-graduação em Administração, pelo fone 54.3218.2011)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here